Michaela Iacoe
Sentimentos, Poesias,  Cronicas
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

Ser poeta
Quantos Amores pode um coração abarcar
Quantos Homens  pode uma poetisa amar
Quão Omnipresente pode um amante parecer
Quantas Raízes pode uma Mulher estender

Que Ilusão pode o escritor provocar
Qual Manto branco cobrindo a carência alheia
Quanto Encantamento na alma semeia
Enquanto Narra com sapiência o verbo amar
Esse Sentimento verdadeiro que qualquer um anseia
Esse Ondular inquieto que os desnorteia

Como Água solta escorrendo por si adentro

Um Paraíso desenhado letra por letra
Uma Aguarela pintada em cada texto
Um Lampejar de alma em cada verso
Uma Aurora boreal manuscrita a pena
O Verbo ser conjugado antes do poeta
A Realidade mesmo que dura tornada amena
O Acordar para escrever que não se condena.
Michaela Iacoe
Enviado por Michaela Iacoe em 11/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras