Michaela Iacoe
Sentimentos, Poesias,  Cronicas
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

de todas as cartas
De todas as cartas que já te escrevi, dói-me saber que há um silêncio adormecido, cansado de esperar um verso e um sorriso qualquer que responda ao meu amor.
De todas as cartas que já te escrevi, fica uma esperança qualquer descrita nas linhas e nuvens de sonhos fazem-se frente a nostalgia de querer agarrar possibilidades com os dedos.
Que se vão...
E eu não posso mais esperar.
No teu silêncio perdido entre o teu mundo e o meu, eu emudeço, choro , me entristeço.
No teu silêncio perdido eu te amo, como nunca amei...
No teu silêncio perdido eu invento histórias que nunca viverei contigo, mas que estão vivas dentro de mim, que renascem a cada dia renovando uma gota de céu, frente ao mar das ilusões.
No teu silêncio perdido eu te aceito e refaço o meu viver, mesmo que seja apenas meu...
De todas as cartas que te escrevi, esta sangra saudade e sangra ausência, tudo parece tão distante...

(Sem você o mundo me dói)
Michaela Iacoe
Enviado por Michaela Iacoe em 10/04/2018
Alterado em 07/02/2019
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras