Michaela Iacoe
Sentimentos, Poesias, Cronicas
Textos
50 belíssimas palavras que deixaram de ser utilizadas
A língua portuguesa está em constante evolução e não é apenas por causa do novo acordo ortográfico que isso acontece. A evolução tecnológica ajuda a criar novas palavras e também faz desaparecer outras. E além disso, a evolução social faz cair em desuso expressões ou palavras que se utilizavam antigamente e que agora deixaram de fazer sentido. A evolução da Língua Portuguesa é uma coisa positiva e até necessária. Regularmente, são criados novos conceitos de forma a definir novas tendências ou novos objetos, como por exemplo “televisão” ou “computador”.

Algumas palavras caem em desuso e outras novas surgem. Experimente perguntar à sua avó se ela sabe o que quer dizer “coworking”, “clonagem”, “drone” ou “smartphone” e talvez constate que ela desconhece algumas delas. Mas se ela lhe falar em palavras como “anóveas”, “brunir” ou “coitar”, então será você que irá sentir-se surpreendido.

Mesmo que algumas palavras deixem de ser utilizadas regularmente, é muito importante que elas não caiam no esquecimento. Afinal de contas, fazem parte do nosso idioma, da nossa história e da nossa cultura. Por isso mesmo, perder estas palavras seria o equivalente a perder um pouco de nós mesmos. Estas é uma lista de palavras, muito usadas pelos nossos antepassados, mas que caíram no esquecimento. Quantas conhece?

Absolto: sinônimo de absolvido.

Acartado: indicava um profissional diplomado

Aguça: sinônimo de pressa.

Anágua: saia que as mulheres usam sob o vestido; saia de baixo.

Anóveas: indicava um valor nove vezes superior.

Asinha: sinônimo de depressa.

Assento: sinônimo de habitação.

Assunar: sinônimo de amotinar.

Botica: sinônimo de farmácia.

Brunir: Passar ou dar ao ferro.

Cagalhota: Mulher de baixa estatura e pescoço curto.

Carisma: sinônimo de epilepsia.

Coitar: sinônimo de machucar.

Comprir: sinônimo de cumprir.

Cós: faixa de pano reforçada que, em certas roupas, esp. calças e saias, cinge a cintura, servindo de remate; cinta, cinto, cintura.

Dada: sinônimo de doação.

Depós: sinônimo de após.

Embora: sinônimo de em boa hora.

Escala: sinônimo de escada.

Franquia: sinônimo de sinceridade.

Galocha: bota, bota de borracha.

Garçom: sinônimo de jovem.

Gramofone:Toca discos.

Graveza: sinônimo de gravidade.

Jondra: Sostra. Rapariga pouco limpa e asseada.

Jorna: Dia de trabalho, “trabalhar à jorna”.

Ladroa: sinônimo de ladra.

Lambisgoia: Pessoa intrometida, quem se intromete em assuntos que não lhe dizem respeito ou vive a fazer mexericos.

Lanfranhudo: Carrancudo, homem feio e mal humorado.

Malota: Corcunda

Modista: Pessoa que confecciona roupas para senhoras. Costureira.

Papel-carbono: papel de seda, muito impregnado de tinta numa das faces, us. para cópias ou decalques.

Patego: parolo, lorpa.

Pera: sinônimo de para.

Pertinência: sinônimo de pertença.

Polo: sinônimo de pelo.

Remelado: Com sintomas de conjuntivite bacteriana ou disfunção lacrimal.

Safanão: é o ato de puxar o braço de uma pessoa para dar um raspanete.

Seba: Porca gorda.

Sendo: indicava uma herdade cultivada.

Sirigaita: Sirigaita é uma das piores ofensas que uma moça do século passado poderia ouvir. Ao chamar uma mulher de sirigaita, uma pessoa queria dizer que ela era mal-educada e tinha atitudes constrangedoras.

Sisa: indicava um tributo pago ao estado.

Soer: sinônimo de costumar.

Soldo: indicava uma obrigação no arrendamento de terra.

Suso: sinônimo de acima.

Tença: sinônimo de posse.

Tergal: É o nome genérico de tecidos produzidos com fios puros ou mistos de poliester de marca Tergal.

Transistor: É um componente eletrónico semicondutor com várias funções, nomeadamente: amplificador de sinal (tensão), comutador de circuitos e amplificador e regulador de corrente.

Trepa: Coça, tareia, treino.

Vosmecê: sinônimo de você.


***editado para incluir as palavras sugeridas por Richard D Foxe
Michaela Iacoe
Enviado por Michaela Iacoe em 23/01/2019
Alterado em 23/01/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras