Michaela Iacoe
Sentimentos, Poesias, Cronicas
Textos
MAIS UM DIA
Amanheceu,

O silêncio ferido de morte

agonizou

Os sons do cotidiano

em brado forte

irrompem das ruas

A quietude expirou

pássaros entoam seu canto matinal

portas batem, janelas se abrem

O sol se deita sorrateiramente

sobre as casas e asfaltos

Ouve-se suspiros profundos e altos

O vento tremula entre as folhas das árvores

varre das ruas as sobras da noite

agita a cabeleira crespa dos mares

Passos agitados, gente correndo

Máquinas em funcionamento

Risos, prantos, lamento

a noite se desfazendo

Amanheceu,

o dia exala o seu cinzento odor

uma formiga apressada carrega uma folha

inaugura seu rotineiro e áspero labor.
Michaela Iacoe
Enviado por Michaela Iacoe em 19/08/2019
Alterado em 21/08/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras