Michaela Iacoe
Sentimentos, Poesias, Cronicas
Textos
dói, mas passa
Dizer que dói mas passa é como dizer
que a água é molhada. é simples demais.
é óbvio demais.
o que ninguém diz pra gente é como
a gente diminui a dor,
o que fazemos para suportá-la a cada dia
e aprender a lidar com ela.

a verdade é que a gente não vai esquecer.
a gente supera a dor da falta, mas não esquece
quem nos proporcionou sensações boas e reais.
a gente supera a dor da perda, mas não esquece
quem esteve ao nosso lado
a gente supera a dor do fim, mas não esqece quem partiu,
porque o que vivemos faz parte da nossa história,
e isso não tem como apagar da memória.

todas as partidas, independentemente da
dor que nos causam, nos tranformam em
pessoas mais resilientes.
provavvelmente a pesso que voce se tornou
hoje, a personalidade que você construiu
e que possivelmente te custou
alguns términos e lágrimas, deve-se a quem
você ja foi um dia, a tudo aquilo que você
se submeteu aceitar, a todos os lugares
insanos que você isistiu em ocupar e a
todas as pessoas que não te acolheram.

tudo isso faz parte de você entende?
você não vai esquecer, você só aprende a lidar
com o fim, porque essa é a única maneira
de amenizar suas dores e superá-las mas
até lá, pode doer muito,

você só precisa respeitar as estações
que o teu peito vai passar, porque isso faz parte
da vida, não menospreze a tua dor,
mesmo que as pessoas te digam:

Você não precisa chorar por ele

de fato você não precisa, mas se sentir que
precisa chorar, chore! chore pra caramba!
chora pra afogar o mundo, chore por você;
é importante colocar os sentimentos que
não te fazem bem pro lado de fora, você
precisa expressar a tua dor porque trancá-la
dentro de você só tornará o teu interior
mais frio e abarrotado e você sabe, não
precisa manter o que não te faz bem,

se não conseguir chorar, ouça uma música
que toca de algiuma maneira, que tira
os teus pés do chão e te faz querer alcançar
o equilíbrio das suas emoções, eu sei,
o equilíbrio não virá tão rápido, mas lembre-se
de que você precisa respeitar o caminho
que você percorre, não tropece nos
próprios passos, escreva, vá assistir um
filme, corra um pouco, vai ficar tudo bem.

você precisa colocar essas coiss pra fora.

por fora você tenta ser forte, por dentro
voce sabe que existem fraquezas por
todo lado, por fora os teu olhos parecem
tranquilos, por dentro existem conflitos
que só você conhece. Então, tá tudo bem
chorar, desmoronar, você não precisa
fingir, sinta, expresse, enfrente e aprenda
com as suas dores.

aos poucos.

talvez hoje voê não consiga respirar direito,
amanhã o teu corpo e o teu peito ainda
estrejam bem cansados, talvez semana
que vem você ja acorde um pouco melhor,
um dia, um passo ed cada vez,
a dor vai diminuindo.

aprenda a reconhecer o que merece e o que
não precisa manter na sua vida, enzergue-se
com mais respeito e seriedade. saiba
preencher as lacunas da sua vida com seus
planos, vá em busca de realizá-los, faça
alguma coisa que te faça feliz, por você e
pra você;

tenha amor-próprio, acolha-se mais
nesses momentos se culpe menos, por mais
defeitos e erros que você tenha ( todo mundo tem)
saiba gostar de si mesma da maneira que você é.

você precisa ir embora, o ouro também .
as relaçoes são um tanto imprevisíveis,
entenda isso, e não estou te dizendo que
você não deve criar laços, mas entenda quie esses
laços não precisam se transformar em correntes
porque uma hora o outro vai precisar partir.

não estou te dizendo pra viver as relações
sempre preocupada com o término, quero
que você saiba amar tanto a si mesma a
ponto de não se maltratar quando alguém
por acaso, razão ou escolha própria,
precisa ir embora.

seja autossuficiente apra lidar com o fim
e seguir em frente porque as pessoas
vão embora, da mesma maneira uqe você,
algum dia, precisará ir embora de alguém
também, é isso que resta.

entende?
Michaela Iacoe
Enviado por Michaela Iacoe em 16/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras